Granja Viana 17/9/2014

 ADMINISTRAMOS SUA OBRA
 CONDOMÍNIO GOLF VILLAGE
 CONDOMÍNIO PASSÁRGADA
 COND. PARQUE DAS ARTES
 ALPHAVILLE GRANJA VIANA
 COND. VILA VERDE
 COND. PALOS VERDES
 COND. VILA DIVA
 COND. VILLA D'ESTE
 COND. PALM HILLS
 CADASTRE SEU IMÓVEL
 MAPA DA GRANJA
 CONHEÇA OS CONDOMÍNIOS
 SIMULE SEU FINANCIAMENTO
 



 
FAQ - COMO COMPRAR  
 

1- Qual o tempo que corre entre a escolha da casa e a mudança, efetivamente?

Isso depende bastante da proposta em si: forma de pagamento, prazo que proprietário precisa para mudar-se e da negociação. Com pagamento à vista, os prazos tendem a ser menores. Com parcelamento, financiamento bancário e FGTS, há que se esperar por vistorias, aprovação de crédito, entre outros detalhes. Normalmente leva de 40 a 120 dias.


2- Não tenho todo o dinheiro à vista, preciso de um financiamento bancário. Como funciona?

Normalmente os bancos financiam até 60% do valor do imóvel e conseguir um financiamento fica por conta do comprador, que deverá verificar quanto pode financiar antes mesmo de fazer a proposta. A imobiliária deverá dar apoio, indicando serviços adequados. Para saber mais CLIQUE AQUI.


3- Vi algumas referências de imóveis que aceitam financiamento "direto com o proprietário", como funciona isso e quais são as taxas?

Alguns proprietários e construtores oferecem a opção de parcelar uma parte do valor do imóvel, que, normalmente fica entre 20% e 30% do valor total. As taxas utilizadas nestes casos são, em geral, o IGP-M e a Tabela Price. Entenda mais:

IGP-M (Índice Geral de Preços de Mercado): Criado em 1989 pela Fundação Getulio Vargas a pedido de um pool de associações do setor financeiro liderado pela ANDIMA, o IGP-M - Índice Geral de Preços do Mercado é apurado entre os dias 21 do mês anterior e 20 do mês de referência.
Tabela Price: Método de cálculo das prestações de financiamentos que tem, como os outros sistemas, duas parcelas: uma de amortização e outra de juros. Ao longo do prazo de financiamento, a primeira aumenta, e a segunda decresce. A Tabela Price é também chamada Sistema Francês de Amortização.
Para saber os valores atualizados das taxas, consulte o seu corretor.


4- Posso utilizar o FGTS para comprar um imóvel de R$ 500.000,00?

O FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço) tem limites e normas para poder ser utilizado. Para saber mais, CLIQUE AQUI.


5- Escolhemos uma casa e o corretor disse que não está averbada. O que significa isso?

A averbação é a "certidão de nascimento da casa". É o que comprova que naquele lote existe aquela casa com aquela metragem determinada. Antes de se construir uma casa, é necessário ter a planta aprovada pelo condomínio e pela prefeitura, e depois vem a averbação, que comprova que a casa existe de fato naquele local e com aquela metragem. Muitas pessoas não averbam a construção, ou averbam uma parte da casa, mas depois acabam reformando e não averbam esse aumento de área e deixam para fazer isso na hora de vender. Quando colocam a casa no mercado podem ou não oferecer um desconto ao comprador para que o mesmo averbe tudo ou as reformas feitas, ou podem fazer por eles mesmos. É imprescindível que se negocie essas condições já na proposta. Portanto, o seu corretor deverá saber como está a documentação do imóvel antes de tirar a sua proposta. Desconfie sempre de metragens exatas (é muito difícil que um imóvel tenha, por exemplo, 200m² e não 203m², já que a construção não prevê isso). Quando visitar um imóvel e se interessar por ele, verifique a documentação.


6- Gostei de uma casa mais antiga que, aparentemente precisa somente de um 'banho de loja' (pintura e reparos superficiais), como saber se não há problemas mais graves em sua estrutura e se é segura para a minha família?

A melhor maneira com certeza é pedir a um profissional especializado para lhe acompanhar em uma visita, analisar a construção e a planta. Muitas casas antigas são excelentes opções de investimento.


7- Quero comprar uma casa e gostaria de oferecer um imóvel como permuta. Como faço isso?

A maneira mais correta de oferecer um imóvel como permuta com sucesso é seguir os seguintes passos:

. Faça uma análise criteriosa do valor real do seu imóvel em três imobiliárias da região. Peça avaliações e demais informações por escrito;
. Faça um memorial descritivo do seu imóvel que contenha os dados principais (área do terreno, área útil, área construída, número de dormitórios, número de salas, descrição de acabamento e armários, vagas cobertas, aquecimento, taxas de condomínio e IPTU), com o valor pelo qual pretende comercializar. Não se esqueça de colocar dados sobre a área de lazer (no caso de prédios ou condomínios) e sobre o bairro (infra-estrutura local) Imprima o memorial e, se possível, inclua algumas fotos. Quanto mais detalhes tiver, melhor.
. Mantenha o seu imóvel no real valor de mercado. Está certo que ninguém quer perder dinheiro ao passar um imóvel adiante em forma de permuta, mas não queira ganhar dinheiro com isso.

Assim, quando você for oferecer o imóvel, terá boas chances de conseguir fechar o negócio. Mas lembre-se:

Não adianta oferecer uma casa na praia se o proprietário do imóvel que você está querendo comprar só disse que aceitaria um apartamento na zona sul.

Se o imóvel que você tem a oferecer não satisfaz as necessidades do proprietário, não crie expectativas.

A melhor pessoa para lhe orientar nesse momento é o corretor, que conhece as necessidades reais daquele proprietário.


8- Como funciona a comissão, no caso de haver permuta?

O CRECI (Conselho Regional de Corretores de Imóveis) determina que a imobiliária receba comissão integral pelas duas vendas. Mas como a nossa intenção é realmente viabilizar as negociações, temos negociado para receber uma só comissão, sendo que quem está oferecendo a permuta paga sobre o seu valor e o proprietário do imóvel paga a diferença.


9- Qual é o valor da comissão paga na Granja Viana?

O CRECI (Conselho Regional de Corretores de Imóveis) determina que a comissão esteja entre 6% e 8% do valor do imóvel. Trabalhamos com 7%.


10- O que determina os valores das casas na Granja Viana?

O que determina os valores dos imóveis é uma séria de fatores, como: a economia do país (as taxas de juros, a inflação, o PIB, entre outros), época do ano (há épocas em que as vendas aumentam ou diminuem), as últimas vendas realizadas, os investimentos feitos na região no último ano, entre outros fatores. Mas, sem dúvida, os fatores mais importantes são: o mercado da sua região, a localização, o projeto e a construção.